23 de Abril de 2014
Jornal Extra de Alagoas

Notícias

atualizado 06 de Agosto de 2012 - 10:42

AVANÇO

CNJ regulariza pagamento de precatórios em AL

Auxílio foi solicitado pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) está auxiliando o Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/AL) no pagamento de precatórios. A parceria visa moralizar as negociações dessas dívidas no estado.  Eliana Calmon, corregedora Nacional de Justiça, esteve essa semana na sede do TJ/AL para lançar o Setor de Precatórios. A ministra destacou que o atraso no pagamento das dívidas judiciais se deve à falta de estrutura nos Tribunais, o que não seria exclusividade de Alagoas. “Hoje nós estamos no TJ/AL inaugurando este setor que passa a ter uma estruturação adequada, com espaço físico adequado, com servidores lotados e especialmente treinados para seguirem com esta tarefa e, inclusive, um juiz que é encarregado de fazer toda a monitoração e as determinações”, anuncia. 

Com a criação do setor, a lista com a ordem cronológica dos pagamentos dos precatórios está disponibilizada no portal do TJ/AL. Para Calmon, a divulgação impede a concessão de privilégios a autoridades e magistrados. “[Isso se] encerra porque, inclusive, é uma forma do cidadão tomar conta da fila. O site que hoje traz a ordem cronológica dos precatórios. No passado, se esta lista era secreta, não se podia tomar conta. Hoje, acessando o site, todos os interessados podem verificar qual é a ordem cronológica dos precatórios.

E se alguém passar na frente, naturalmente, existe a denúncia. E a denúncia, naturalmente, será devidamente considerada”, afirma a corregedora do CNJ.De acordo com Calmon, parcerias estão sendo formadas em todo o país para viabilizar as atividades de Tribunais que estavam sem estrutura. Alagoas era um deles. Técnicos enviados pela Corregedoria Nacional de Justiça fizeram treinamento com funcionários da Justiça alagoana para dar agilidade ao pagamento dos precatórios. A solicitação de ajuda teria partido do próprio presidente do TJ/AL, desembargador Sebastião Costa Filho. “Isso se deve graças ao apoio recebido do presidente, desembargador Sebastião, que dentro de uma compreensão de melhoria e de transparência para a organização do tribunal, sensibilizado pediu o apoio da corregedoria”, explica a corregedora.

O Jornal Extra já havia antecipado a parceria entre TJ/AL e o CNJ na edição 28, de 17 a 22 de junho deste ano. Na ocasião, Costa Filho explicou que aceitou ajuda do Conselho por causa da dificuldade em realizar os pagamentos. “Há alguns dias o CNJ entrou em contato comigo se oferecendo para ajudar na questão dos precatórios. Como é algo bastante complicado, que tem muitas interpretações, aceitamos a ajuda”, declarou.


Tags: CNJ,pagamento,precatórios,AL

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário:












Comentário enviado com sucesso.

enviar outro comentário.

Comentários:

lenilda wanderley santos disse em 16 de Setembro de 2012 - 15:17

Eu sou professsora aposentada gostaria de saber quando é vai sair os nosssos precatórios.

Junior Ritir disse em 29 de Outubro de 2012 - 13:38

Minha avó já tem 81 anos, é enferma,precisa resolver uma cirurgia de aneurisma abdominal e espera a muito tempo esse precatório que nunca sai do papel, estivemos no escritório do advogado Dr. José Lins mas não conseguimos falar com o mesmo já que passamos o dia inteiro em Maceió (moramos em Arapiraca) e a secretária dele sempre dizendo que não sabia se ele iria ou não aparecer no recinto, nem nos passou o numero de contato dele, ora se minha avó é cliente tem que ter um contato óbvio! queremos agilidad nesse tal precatório,as entidades por favor andem com esse processo.

Júnior Ritir disse em 29 de Outubro de 2012 - 13:38

E sem falar que a secretária tinha dito que o processo da minha avó já estava sido certificado mas não sabia que empresa iria pagar e nem quando, existe isso? sem nenhuma informação fica a dúvida!...

maria jose dos santos disse em 18 de Março de 2013 - 14:44

minha mãe já tem 60 anos e muito doente de istoporoze astroze já não consergue mais anda direito presiza muito recebre esse dinheiro pela morde deus num ajude morro na cidade de capela

Adalgisa lima de oliveira disse em 02 de Abril de 2013 - 11:55

minha mãe tem 92 anos , muito doente gostaria de saber quando ela vai receber os precatórios . Ela é aposentada da Educação.